sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Lavandaria

Não é um relacionamento paranóico...
Afinal,entregámos as chaves de todos os sarcófagos onde a obsessão era veneno.
Talvez estejamos a ser demasiado cautelosos,ou não estamos a ser nada.Estamos,simplesmente.
Já temos hábitos,já temos dúvidas,já temos sentimento de perda...
Limitamo-nos a respeitar a vontade de estar um com o outro,sem imposições,sem limites.
Respeitamos os nossos medos, porque eles ainda não foram embora definitivamente;
Talvez um dia destes iremos conseguir "esgrimir" e ganhar aos nossos receios e fantasmas.
Até agora, tem sido uma descoberta;
Vamos descobrindo que o preconceito,vais crescendo, a medida que observamos o quanto real se está a tornar as nossas vidas.Talvez seja uma grata oportunidade de sermos felizes,ou então,redimirmos simplesmente das nossas falhas,dos nossos erros,das nossas atitudes.
A maior descoberta, é que falamos,comunicamos e sobretudo somos solidários;é díficil ausentar-me da tua presença.
Tem sido sempre assim, até agora.

Dorme Bem

"A viagem da descoberta consiste não em achar novas paisagens, mas em ver com novos olhos "

Marcel Proust

1 comentário:

maria josé antunes disse...

Viver é simplesmente aceitar o outro como um ser diferente de nós e se o amamos de verdade, percorrer com ele o caminho do conhecimento mutuo tornando-nos companheiros de vida numa caminhada sempre em descoberta...de tudo que vai surgindo na vida a dois.
Bjs da simplesmente maria.