quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Sonhos amordaçados

Amitab
...................................................................................................


A. acorda a meio da noite sobressaltado ;
Lá fora, a chuva e o vento a teimarem para entrar pela janela dentro.
A, vindo de um sonho que poderia se chamar pesadelo,prefere pensar que foi um mau momento que aconteceu na ausência da sua vida real...


-Ai...continua a perseguir-me esta maldita imagem,mas porquê?porque será?


A, levanta-se e vai até a sala.tudo igual,tudo no mesmo sítio....
Liga a televisão;embora pouco adepto de concursos de "sopas de letras", em que são anunciados prémios máximos de 5 000 €.
Pelo o que vê, até ao momento ainda não saiu a ninguém o prémio máximo.
Deita-se no sofá e acende um candeeiro que permite uma meia-luz ténue, mas que transmite
tranquilidade,incentivando-o a uma manta de retalhos sobre o seu corpo.
Continua a pensar no sonho que teve e que tem vindo a persegui-lo,como uma matilha de lobos
que cerca a sua presa na hora fatídica...
Ao fim de 4 noites a ter o mesmo sonho,fica preocupado.
Sendo de natureza analítica, os dias que vão passando,vão o tornado obcecado por uma resposta,uma razão para aquele sonho tão estranho e bizarro.
Lembra-se que atrás de si,tem uma moldura com uma foto que, o ajuda a eliminar o fantasma do sonho...a imagem dos seus filhos.
A. sonha com os seus filhos, a partirem num barco,que está ancorado algures,numa vila piscatória. A corre nesse sonho, na ânsia de impedir a partida dos filhos, ou de pelo menos conseguir dar um ultimo beijo,um ultimo abraço,um ultimo aconchego.
Quando chega ao pé dos filhos, eles revelam-se sem cara,sem rosto.
É nesta parte do sonho que A. tem acordado, de uma forma quase demoníaca e bastante sobressaltado.
Incrédulo,estupefacto,assustado,interrogando-se porque motivo sonha assim...

A. agarra-se á moldura com a foto tirada no ultímo verão e beijei-a como se estivesse a completar o sonho que tem tido nas ultimas noites.
Ele sabe,que necessita de aceitar uma alteração,correctiva de uma forma de vida não muito confortável,mas inquestionável e sobretudo,necessária.

Ele sabe, que o auto controlo dele,irá repercutir-se no bem estar dos seus filhos,quando voltar a estar com eles !
Ele sabe,que provavelmente,amanhã poderá voltar a sonhar e poderá o barco partir,sem ele
conseguir despedir-se ou dar um beijo aos seus filhos.

A televisão continua com sons estridentes de mais um vencedor do concurso da madrugada e A.
acaba por adormecer,lentamente,esperando que um dia ele próprio consiga adaptar-se a uma nova realidade que não previa que fosse persistentemente questionável...
Amitab 2009

2 comentários:

Sabor a Menta disse...

Apenas isso: um sonho mau!
Os teus filhos são teus para sempre, e vai sempre existir um pedacinho de ti neles e vice-versa.
E nunca, ninguém, mesmo que com exaustivas tentativas, vai conseguir "tira-los" de ti.
O amor que tens por eles, dá a volta ao mundo e torna a vir... e eles sabem disso e só podem (com toda a certeza) estar muito orgulhosos e amar muito o papá que têem.

Fica bem.
Bons sonhos!


P.S.- É fazer o favor de prá proxima sonhar com a Angelina Jolie sim???

Beijo

Mito disse...

Parecendo a minha "estória",não é!
Achas que é????
pois eu digo-te que não,porque não tenho um sofá na sala,nem uma mata de retalhos iria me aquecer a meio da noite...
E acima de tudo,ainda consigo recordar-me dos meus filhos muito bem!
Este foi o olhar mais "malandro" desta alma a tentar escrever uma late night story.
Sim, A poderia ser eu,mas...
prefiro misturar as experiencias e fantasias em palavras que provavelmente descrevem a história que algures neste mundo passa e sente o que este A(nónimo) sente...

P.S: A Angelie Jolie não sonha comigo,portanto desisti de sonhar com ela....;-)

bjs